ENVIOS GRÁTIS EM TODAS AS COMPRAS EM PORTUGAL CONTINENTAL

Chupeta: sim ou não?

Não há uma resposta consensual para esta questão. Neste artigo, apresentamos algumas orientações que poderão ajudar na tomada de decisão. No entanto, a mesma deverá ser sempre o resultado de uma avaliação conjunta dos pais com o pediatra. 

A chupeta poderá atrapalhar a amamentação?

A Organização Mundial da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância recomendam oficialmente a não utilização de chupetas nos primeiros dois meses de vida.

Isto prende-se com o facto de a musculatura e a posição da língua que o bebé usa para sugar a chupeta ser diferente da usada para mamar, o que poderá confundir a criança e dificultar o início da amamentação. Grande parte dos médicos só aconselha o uso de chupeta quando o bebé já mama bem, o que geralmente acontece aos dois meses. 

Chuchar no dedo é pior que chuchar na chupeta? 

Sim, de facto, chuchar no dedo será sempre pior, já que a criança tende a ganhar o hábito e fá-lo-á sempre que desejar, sem recurso à chupeta.

A chupeta alivia as cólicas do bebé?

Poderá aliviar nos primeiros instantes, uma vez que o acalma. Depois de alguns minutos, a criança tende a engolir ar e isso irá agravar as cólicas.

Até que idades as crianças podem usar chupeta?

A chupeta deverá ser retirada à criança com um ano, no máximo com dois. Os pais não deverão deixar que o seu filho a use o dia todo. Deverá ser colocada apenas para adormecer ou em caso de choro, já que a criança tende a cuspi-la minutos depois. 

A chupeta é prejudicial para a dentição?

Se a criança largar a chupeta antes dos 2 anos, os dentes voltam a crescer normalmente. Se o seu uso se prolongar além dos 2 anos, pode fazer com que os dentes fiquem desalinhados, dando origem à chamada “mordida aberta”. 

Nunca é demais lembrar, ainda, que o uso da chupeta poderá provocar alterações na respiração, na postura, na fala e na mastigação. 

Cuidados a adotar 

Caso opte pelo uso da chupeta, é essencial adotar os seguintes cuidados: 

  • Antes da primeira utilização, ferva a chupeta em água por 5 minutos, de modo a esterilizá-la. Caso tenha um esterilizador, utilize-o conforme as instruções. 
  • Nunca molhe a chupeta em substâncias doces como o mel ou o açúcar. 
  • Garanta que o bebé se adapta bem a um tipo de chupeta.
  • Escolha as chupetas de acordo com a idade do seu bebé e prefira as chupetas de borracha mais próximas da fisionomia da mama da mãe.
  • Substitua a chupeta a cada dois meses ou sempre que estiver gasta. 
  • Lave a chupeta, diariamente, e sempre que esta contactar com superfícies pouco higiénicas, limpando cuidadosamente a região entre a tetina e o disco.
  • Para que não se torne um hábito, a chupeta deve ser dada ao bebé apenas na hora de deitar ou para o acalmar e deve ser descontinuada o mais cedo possível. 
  • Não permita que haja partilha da chupeta do seu bebé com outras crianças, pois pode ser uma fonte de transmissão de doenças. 

Fontes: 

farmaciaportuguesas.pt 

esferasaude.pt

maemequer.sapo.pt 

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos