ENVIOS GRÁTIS EM TODAS AS COMPRAS EM PORTUGAL CONTINENTAL

Como desenvolver a consciência ambiental nas crianças?

O destino do planeta está nas mãos das crianças. Serão elas que, daqui a uns anos, terão de tomar decisões importantes para a Terra, por isso, é urgente educar as crianças para a sustentabilidade, desde o início das suas vidas.

Os pais, a par dos educadores e dos professores, têm a importante missão de ajudar a moldar a mentalidade dos mais pequenos, contribuindo para o semear de um futuro mais sustentável. Assim, é necessário estimular as crianças para terem uma relação positiva com a natureza.

Neste artigo, apresentamos os primeiros passos por onde pode começar a desenvolver a consciência ambiental nas crianças:

Comece por explicar conceitos básicos

A fauna e a flora, a ecologia e o meio-ambiente são noções que podem introduzir o tema da sustentabilidade. Inicie o processo, abordando conceitos básicos ligados à sustentabilidade, apresentando a importância de cuidar do meio-ambiente e fazendo com que a criança entenda quais as ações que ajudam ou põem em risco o planeta Terra.

Transmita a importância de cuidar do ambiente

O diálogo detém uma grande importância na relação com as crianças e nada mais certo é que ensiná-las a cuidar da Terra nas pequenas ações do dia a dia, comunicando através das atividades de rotina ou atividades ligadas ao tema. As crianças absorvem naturalmente o que lhes é transmitido desde os primeiros anos de vida, o que ajudará no processo de implantação da consciência ambiental.

Nos dias que correm, é impossível ignorar o tema da sustentabilidade e a fase da infância deve integrar medidas que farão realmente a diferença na maneira como as crianças veem o planeta Terra. Os futuros herdeiros da Terra serão as crianças de hoje e, por isso, devemos começar desde o início a incutir ideias e ações sustentáveis, que depois se tornarão hábitos e rotinas.

Encoraje o contacto com a natureza

Estar em contacto com o meio-ambiente fará com que as crianças tomem mais consciência sobre a necessidade de cuidar e proteger a natureza. Para alcançar o objetivo de desenvolver a consciência ambiental, este contacto próximo é fundamental.

Um passeio no parque da cidade, um piquenique, uma visita a um jardim botânico, uma caminhada na praia ou acampar são excelentes formas de fazer com que as crianças entendam a riqueza e importância da natureza para a vida, procurando consciencializá-las para a sua preservação. 

Durante as atividades, pode mencionar o quão prejudicial é o lixo nas ruas, a poluição atmosférica e os maus-tratos a animais e plantas. Estas são formas de proporcionar esse primeiro contacto com a natureza e o meio-ambiente, tendo um contacto impactante e útil na educação ambiental das crianças.

A fase da infância, a par da vida animal, têm em comum a inocência e a pureza. Com uma relação tipicamente afetiva, é possível mostrar aos mais pequenos que os animais em vias de extinção são cada vez mais e que é urgente criar condições de sobrevivência favoráveis à sua existência.

Os maus-tratos aos animais, como as tradições de tortura que ainda existem ou a ausência de condições básicas de vida, podem ser introduzidas às crianças como algo a não reproduzir no futuro. É crucial que seja promovida a cultura do respeito e proteção animal.

Envolva a criança em ações simples

Sabendo que a prática é parte crucial da aprendizagem, experimente começar com temas simples como a reciclagem, a compostagem ou a reutilização de materiais. Tendo como foco estas importantes ações, é possível realizar atividades e pequenas brincadeiras com a criança, aliando o conhecimento à diversão.

Para além disto, e com o propósito de salientar os valores certos na questão da consciência ambiental, as ações de voluntariado poderão ser uma eficaz maneira de entreter as crianças e implementar as ideias certas, ajudando o meio-ambiente e envolvendo a teoria e a prática. Ações como recolhas de lixo na praia ou plantação de árvores em áreas desflorestadas podem ser implementadas, convidando amigos das crianças, tornando o dia divertido e importante na formação de cidadãos conscientes e responsáveis para com o planeta Terra.

Dê o exemplo

O exemplo é essencial na educação das crianças. Para criar bons hábitos, nada melhor que fazer com que o seu filho o observe e se inspire, já que as crianças absorvem tudo o que as rodeia, em especial das pessoas mais próximas.

Enquanto estiver a dar banho à criança, aproveite para abordar a importante temática da poupança da água, fazendo com que o banho dure menos e seja utilizada menos água, com a brincadeira e diversão do costume. Uma boa maneira de desmistificar a poupança da água e torná-la mais adequada à idade da criança, é dizer-lhe que, ao desperdiçar água, estará a fazer com que os peixinhos fiquem com menos água para nadar nos rios e nos mares.

Outra atividade criativa e interessante é a construção de uma pequena horta com as crianças, sensibilizando-as para a preferência por alimentos biológicos, livres de produtos tóxicos e processos prejudiciais ao planeta. Com uma horta em casa, o seu filho terá a responsabilidade de cuidar das plantações, entendendo o processo de produção dos alimentos e tendo contacto com a natureza.

Com esta ideia, poderá não só economizar algum dinheiro, como ter a ajuda do seu filho e a oportunidade de fazer refeições com alimentos de qualidade, produzidos em família. As crianças vão adorar sentir que tiveram um papel importante na produção das refeições!

Para além disto, aproveite a imaginação e a fase de tudo ser utilizado para brincar para promover o reaproveitamento e a criação de brinquedos com materiais como rolos de papel higiénico, sacos de plástico ou jornais velhos. Investindo tempo e criatividade nas atividades, as crianças passarão a acreditar, mesmo de forma inconsciente, que certos materiais podem ter uma nova utilização.

Desconstrua maus hábitos

Evite focar-se em bens materiais em datas especiais, oferecendo dezenas de presentes como forma de felicitar  as crianças. Trocar o “O que gostavas de receber no teu aniversário?” por “O que gostavas de fazer no teu aniversário?” é uma questão que faz todo o sentido implementar desde cedo, não significando que não poderá oferecer presentes físicos, mas sim reduzi-los.

Sabemos que o consumismo é um problema da sociedade atual, grande responsável pela poluição do planeta, por isso é interessante começar por definir que a quantidade de bens materiais não é relevante, mas sim os momentos vividos.

A doação de bens, como roupas e brinquedos, promove a cultura da economia circular, sendo também interessante a reciclagem, a reutilização e a recuperação de materiais que seriam desperdiçados. Para além de promover a economia circular, poderá envolver as crianças em atividades como a criação de roupas personalizadas, juntando a criatividade à ecologia e mostrando que é possível dar utilidade a bens que já tiveram outra vida, sem ser necessária a produção e aquisição de novos.

Para além da educação em casa, a educação ambiental nas escolas é fundamental para o desenvolvimento da consciência ambiental nas crianças. Procure informar-se sobre a abordagem a este tema no ensino, para que seja possível envolver a criança nestes conceitos em todos os ambientes em que se envolve. Recorrer a palestras, debates e sessões práticas pode ser uma estratégia interessante a desenvolver na sala de aula, começando por temas ecológicos simples, e fazendo com que reflitam sobre certas causas e eventuais soluções. 

É importante relembrar que a explicação da consciência ecológica deve ser adaptada à idade e maturidade das crianças, dado ser um tema potencialmente sensível para os mais pequenos. A apresentação de livros, filmes ou desenhos animados para as crianças mais novas pode funcionar bem, já que fixarão os comportamentos dos personagens e poderão, eventualmente, reproduzi-los.

Fontes: 

studiopipoca.com

myminimoon.com

iberdrola.com

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos