ENVIOS GRÁTIS EM COMPRAS SUPERIORES A 39,90€ PARA PORTUGAL CONTINENTAL

Como explicar o amor a uma criança?

“O que é o amor?” — Todas as crianças curiosas acabam por fazer esta pergunta, a determinada altura e de forma natural. O seu filho não será exceção. Certamente que as dicas que damos neste artigo serão muito úteis para quando esse momento chegar. 

Explique de forma simples

Por mais difícil que seja responder a uma criança quando ela pergunta “O que é o amor?”, é muito importante não fugir à questão. As crianças precisam de saber o significado das coisas que ouvem e uma das frases que elas mais ouvem é “eu amo-te”.

A chave é usar palavras e exemplos concretos que o seu filho possa entender e reconhecer.

O maior exemplo do seu filho são os pais. Por isso, comece exatamente por aí. Diga-lhe que amor é quando realmente nos importamos com alguém ou com alguma coisa. Diga-lhe que amor é o que sente pelo seu filho e que faz de tudo para cuidar dele e mantê-lo seguro. Que quer o melhor para ele. 

As crianças mais astutas podem encontrar ‘lacunas’ na sua explicação, perguntando, por exemplo: “então, se me amas porque não me deixas comer chocolate sempre que quero?”. Nestes casos, uma boa resposta seria: “porque se comeres muito chocolate, poderás ficar doente e eu quero que estejas sempre bem”. 

Adeque as ações às palavras

Com as crianças mais pequenas, é importante vincular a sua explicação a experiências físicas reais. 

Dê um abraço ao seu filho e pergunte: “Como te sentes hoje?'”. Ele poderá dizer que se sente bem ou feliz e, nessa altura, pode referir que esses são alguns dos sentimentos especiais que temos quando nos sentimos amados e quando amamos. 

É claro que o amor não é apenas um sentimento. É a maneira como as pessoas se comportam umas com as outras todos os dias — Isto é algo que deverá incluir na sua explicação. 

O amor também é tudo o que fazemos para mostrar o quanto nos importamos uns com os outros. No entanto, também pode ser algo complexo, porque, às vezes, pode significar fazer coisas que preferíamos não fazer, mas o amor faz com que valha a pena.

Uma preocupação das crianças sobre o amor é haver uma ‘oferta limitada’ e que, portanto, outra pessoa — o seu irmão, geralmente — pode receber mais amor. Um excelente exercício para que os pais aliviem este receio é usar a analogia da chama de uma vela, que brilha intensamente. 

Mais importante do que explicar é, sem dúvida, demonstrar, porque quando usamos palavras abstratas ou divorciadas da realidade física, as crianças perdem o interesse de escutar. 

Use animais de estimação como exemplo

A sua missão de explicar ao seu filho o que é o amor fica consideravelmente mais facilitada se tiverem animais de estimação. Um cão ou um gato amado pode ajudar a provar ao seu filho que ele já sabe o que é o amor, porque o demonstra todos os dias. 

Este também é um ótimo momento para reconhecer o comportamento amoroso do seu filho em relação aos mais vulneráveis ​​do que eles e também para capacitar o seu filho com competências de socialização. 

Abrace o mistério

Na sua essência, o amor é principalmente inexplicável e não é preciso fingir que não é. Existem coisas indefiníveis no mundo que milhares de anos de filosofia não resolveram, e está tudo bem. 

Por isso, há que abraçar o mistério, deixar o assunto fluir naturalmente e não forçar uma explicação. Se não se sentir à vontade ou se não encontrar as palavras certas, poderá sempre perguntar ao seu filho o que ele pensa ser o amor. Provavelmente, irá obter uma excelente e surpreendente definição para este sentimento tão misterioso. 

Qual é a idade certa para falar de amor? 

Não existe propriamente uma idade rigorosa para se falar de amor e de paixão. A maturidade será um indicador mais adequado. 

Se a criança começar a dizer que sente amor por alguém, por um colega da escola, por exemplo, é importante respeitar e levar a sério os sentimentos que a criança diz ter. Incentivar, desprezar ou proibir em nada contribuem para o desenvolvimento emocional da criança.

Mais importante do que rotular se o que a criança sente é uma paixão verdadeira ou não, ou julgar se ela tem idade para saber o que é estar apaixonado, os pais podem e devem desde cedo modelar e conversar sobre formas adequadas e respeitadoras de expressar apreço pelos outros. 

Fontes: 

oficinadepsicologia.com

fatherly.com 

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos